sábado, 27 de março de 2010

Calouros do Ar Futebol Clube


Nome: Calouros do Ar Futebol Clube
Alcunhas: Time da Base Aérea
Fundação: 1 de Janeiro de 1952
Estádio: Brigadeiro Médico José da Silva Porto

O Calouros do Ar Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará. Seu uniforme é camisa com listras verticais vermelhas, verdes e brancas, calção branco e meias brancas ou verdes. Seu mascote é o Tremendão da Aerolândia. Seu estádio, Estádio Brigadeiro Médico José da Silva Porto, tem capacidade para 3 mil pessoas.

História

O Calouros do Ar foi fundado em 1º de janeiro de 1952. O nome é em homenagem ao conjunto musical da Base Aérea de Fortaleza e aos aspirantes a oficiais aviadores que chegavam todos anos à Base.
Em 1954, o diretor do Ceará, Ivonísio Mosca de Carvalho, almejava trazer a Fortaleza o time do Botafogo, com todas as suas estrelas, para comemorar os 40 anos alvinegro (1914-1954). Porém, problemas no calendário dos times dos dois estados foram um empecilho. Ivonísio instistiu tanto que conseguiu acertar a vinda do clube carioca.

No dia 12 de junho, o Botafogo faria uma partida diante do Calouros, uma espécie de preliminar, num sábado. A festa mesmo dos 40 anos, seria no dia seguinte, domingo, quando os visitantes enfrentariam o Ceará. Durante o jogo, o Calouros do Ar enfrentou o time carioca de igual para igual. Apesar de que, das grandes estrelas do clube alvinegro, só veio o Garrincha, faltando Didi e Nilton Santos.

O Calouros marcou na etapa final, gol do Orlando Ciarlini aos 40 minutos, que recém havia entrado na partida. O placar terminou 1 a 0 para o Calouros do Ar, um dos maiores feitos da história do clube, comparável a conquista do campeonato estadual de 1955. O goleiro Chico Martins fez uma partida memorável, entrando para a história do futebol cearense. O goleiro pegou até pênalti, batido por Garrincha. No dia seguinte, domingo, o Ceará perdeu por 2 x 0.

12/6/1954 - Calouros do Ar 1 x 0 Botafogo-RJ. Estádio Presidente Vargas, Fortaleza (CE). Gol: Orlando Ciarlini (40' do 2º tempo).
Arbitragem: José Tosta.

Calouros do Ar: Chico Martins; Pedrinho e Azevêdo; Jandir, Helder (Zanata) e Índio; Luciano, Zezinho, Beto (Orlando Ciarlini) Nelsinho e Zuzinha.

Botafogo-RJ: Pianoswisky; Gerson e Floriano, Arati, Bob e Juvenal; Garrincha, Dino, Carlyle, Paulinho e Vinícius.

Título de 1955


Em 1955 o Calouros do Ar, com apenas três anos de existência, tinha uma equipe formada em sua maioria pelo efetivo da Base Aérea de Fortaleza, que mantinha o time e abrigava sua sede. O Ferroviário ganhou o primeiro turno invicto. Já no segundo turno veio a surpresa, com a vitória do Calouros do Ar. Na decisão, o Calouros venceu a primeira partida por 2x0 e perdeu a segunda por 3x0, sendo necessário um jogo desempate. A finalíssima foi disputada apenas no ano seguinte, no dia 11 de março de 1956, e o Calouros venceu por 2x0, gols de Zezinho e Zuzinha, conseguindo o único título do Calouros do Ar em toda a sua existência. Escalação do Calouros do Ar campeão : Jairo; Pedrinho e Coité; Luciano, Jandir e Jesus; Edilson Araújo, Zezinho, Beto, Hélder e Zuzinha.


Títulos

Estaduais

Campeonato Cearense: 1955.
Torneio Início do Ceará: 4 vezes 1955, 1958, 1968 e 1971

Histórico em competições oficiais

Campeonato Brasileiro da Série B: 1971 e 1972.

Campeonato cearense

Primeira Divisão: 1953 a 1998
Segunda Divisão: 1999 a 2004
Terceira Divisão: 2005 a atual.