domingo, 28 de março de 2010

Clube Esportivo de Bento Gonçalves


Nome: Clube Esportivo de Bento Gonçalves
Alcunhas: Tivo, Alviazul
Mascote: Zebra
Fundação: 28 de agosto de 1919
Estádio: Montanha dos Vinhedos
Capacidade: 15.269
Presidente: Oscar Cobalchini, Vilson Barcelos e Volmir Prezzi
Treinador: Leandro Machado

O Clube Esportivo de Bento Gonçalves é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Bento Gonçalves, no estado do Rio Grande do Sul.

História

O Esportivo foi fundado em 28 de agosto de 1919. No dia 21 de setembro do mesmo ano, disputou a primeira partida de sua história, no empate em 1x1 com o Garibaldi. O Esportivo estava assim escalado: Pasquetti; Holleben e Salton; Cardoso, Turcato e Enricone; Zanoni, Fedullo, Bissaco, Ros e Ponzoni. Em 1949, foi vice-campeão gaúcho de amadores.

No dia 24 de agosto de 1945, ocorreu a inauguração do Estádio da Montanha num jogo entre Esportivo e Atlântico de Erechim. O pontapé inicial simbólico foi dado pela sra. Alinda Busnello, primeira madrinha do Esportivo. A partida acabou empatada em 0x0 e teve ampla repercussão na imprensa gaúcha. Em 19 de janeiro de 1958, o Esportivo realizou seu primeiro jogo internacional, com o Club de Gimnasia y Esgrima de La Plata, da Argentina, perdendo por 1x0.

O ano de 1969 registrava a comemoração do cinquentenário do Clube Esportivo e a direção queria marcar este grande acontecimento com a criação de um "hino" que cantasse as glórias e os feitos do alviazul. E foi numa quarta-feira (2 de julho de 1969), que o hino foi composto pelo músico e maestro Moysés e teve os versos escritos por Maria Frota. Música e letra combinaram e estava pronto o belo Hino do Esportivo, que tem esses versos: "Na Capital Brasileira do Vinho, honrando o esporte do sul, tem sua sede e nosso carinho, o valoroso Esportivo alvi-azul. Estribilho: "Ó Esportivo, tu és cinqüentenário, sabes lutar, sabes vencer. Glórias alcançar, teu povo te aclama: Viva o Esportivo alvi-azul, alvi-azul. Verde como os parreirais, assim é nossa esperança, nos teus grandes valores reais, Esportivo, avante, confiança! Estaremos contigo Esportivo, na montanha ou fora daqui, Co' entusiasmo sempre vivo, aplaudindo ou sofrendo por ti".

No dia 18 de abril de 1971, aconteceu uma vitória extraordinária. O Esportivo tirou a invencibildade de 24 partidas do Grêmio de uma forma espetacular, com uma goleada. A boa equipe de Bento Gonçalves derrotou o tricolor porto-alegrense por 5x2, virando notícia na mídia nacional. Em 15 de abril de 1973, o Esportivo derrotou o Internacional por 2x1, conquistando sua primeira vitória diante do Colorado e tornando-se o primeiro clube do interior gaúcho a vencer no Beira-Rio.

No ano de 1977, o Esportivo conquistou a Copa Governador do Estado. Na decisão, enfrentou o Brasil de Pelotas. Na partida de ida, dia 12 de abril, venceu por 1x0 em pleno Estádio Bento Freitas, com gol de Rubem. Na volta, dia 15 de dezembro no Estádio da Montanha, perdeu pelo mesmo placar, gol de Osmar para o Brasil. Com os resultados iguais, foi necessária a realização de uma terceira partida, a qual foi marcada para o dia 22 de dezembro, em campo neutro. O local escolhido foi o Estádio Cristo-Rei, em São Leopoldo. Entretanto, a torcida do Brasil derrubou o alambrado do estádio, e a partida foi cancelada por falta de segurança. A decisão ficou para o dia 2 de fevereiro de 1978, no Beira- Rio, em Porto Alegre, com a presença do Governador Sinval Guazzelli. O Esportivo venceu por 3x0, com os três gols da partida sendo marcados por Adilson, e ficou com o título.

Em 1979, o Esportivo sagrou-se vice-campeão estadual com a seguinte equipe: Valdir Espinosa (treinador), Zeca Rodrigues (preparador físico), Jânio, Noelsen, Edgar, Carlão, José, Raquete, Celso Freitas, Dilvar, Toninho Fronza, Adilson, Sílvio, Sperotto, João Carlos, Lambari, Valdeci, Rubem, Renato Portaluppi, Jarbas, Daio, Eraldo, Sanches, Catarina, Néia e Tovar. Nesse mesmo ano, no dia 30 de maio, ocorreu um jogo histórico. O Esportivo enfrentou o Grêmio na Montanha, num jogo disputado com muita neve, numa temperatura de um grau centígrado. A partida terminou em 0x0 e foi batizada de "O Jogo da Neve".

Em 2004, o Esportivo inaugurou seu novo estádio, Montanha dos Vinhedos, contra o Pelotas, e venceu por 2x0. No mesmo ano, o time conquistou a Copa FGF ao vencer o Gaúcho nos dois jogos da final por 3x0 e 2x0, respectivamente, classificando-se para a Copa do Brasil de 2005. Na Copa do Brasil, o Esportivo eliminou o Londrina na primeira fase, e na segunda fase enfrentou o Fluminense. O primeiro jogo na Montanha dos Vinhedos terminou em 2x1 para o time carioca, credenciando o Esportivo a jogar no Maracanã. A partida histórica do Esportivo no templo do futebol terminou em 1x0 para o Fluminense, eliminando o Alviazul da competição.

Títulos

Estaduais

Vice-Campeonato Gaúcho: 1979.
Campeonato Gaúcho - 2ª Divisão: 2 vezes — 1969 e 1999.
Vice-Campeonato Gaúcho 2ª Divisão: 1981.
Copa FGF: 2004.
Campeonato do Interior: 6 vezes — 1970, 1971, 1976, 1979, 1982 e 1987.

Torneios estaduais

Taça Perdigueiro: 1932.
Campeonato da Segunda Região: 1936.
Campeonato de Aspirantes 1ª Divisão: 1949.
Campeonato de Profissionais 2ª Divisão - Zona Centro: 1956.
Campeonato de Profissionais 2ª Divisão - Zona Planalto: 1957.
Copa Governador do Estado: 3 vezes — 1973, 1977 e 1980.
Taça Rubens Freire Hoffmeister: 1978.
Copa RS: 1982.
Copa ACEG (Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos): 1983.

Futebol Master

Campeonato Gaúcho: 3 vezes — 2007, 2008 e 2009.

Ídolos do Esportivo

Jogadores


Renato Gaúcho

Caio

Neca

Arílson
Sandro Blum
Gasperin
Paulo Araújo
Décio Frozzi
Lairton

Técnicos

Valdir Espinosa
Ênio Andrade

Celso Roth

Cláudio Duarte

Abílio dos Reis

Walmir Loruz

Vicente Arenari

Aimo Femsterseifer


Rivalidade

O Esportivo tem como seu maior rival o Caxias, clube com o qual realiza o Clássico da Polenta.

Ranking da CBF

Posição: 137º
Pontos: 39 pontos