quinta-feira, 18 de março de 2010

Colorado Esporte Clube



O Colorado Esporte Clube era um clube de futebol da cidade de Curitiba, Paraná, Brasil.
Surgiu em 29 de junho de 1971, como resultado da fusão de três times: o Britânia Sport Club (fundado em 1914), o Palestra Itália Futebol Clube (fundado em 1921) e o Clube Atlético Ferroviário (fundado em 1930). Ao se unir ao Esporte Clube Pinheiros, em 19 de dezembro de 1989, deu origem ao Paraná Clube.
Tinha como cores o vermelho e branco, por isso era conhecido como colorado. Manteve também a alcunha de "boca negra".
História
Em 1971, três times de Curitiba passavam por dificuldades. O Clube Atlético Ferroviário, com a federalização das ferrovias perdeu o apoio que tinha da Viação Ferroviária Paraná-Santa Catarina (que foi incorporada à Rede Ferroviária Federal), responsável, por exemplo, pelo apoio para a construção da Vila Capanema. Pequena Correção, A Rvpsc não foi Federalizada com a criação da Rffsa, pois já era uma autarquia federal.
A Rffsa era uma sociedade de economia mista federal, e foi formada pela consolidação de 18 ferrovias regionais pertencentes em sua maioria a federação na forma de autarquias industriais.
O governo quis dar um aspecto empresarial as ferrovias absorvidas pelo poder público, e para este fim criou a Rede Ferroviária Federal S/A.
O Britânia, que havia sido resultado da fusão entre Leão e Tigre (um animal híbrido, responderia o bom aluno em biologia) estava em decadência e não era mais aquele time que na virada das décadas de 10 e 20 havia conquistado um hexacampeonato. O Palestra Itália, que na guerra chamou-se Paranaense EC, CA Comercial e SE Palmeiras e, depois, voltou a ter o nome original era conhecido como Periquito (por conta da camisa) e Nem Que Morra (pela raça dos jogadores), também não era a equipe que buscava títulos nos primórdios do futebol paranaense. Inclusive, Britânia e Palestra já tinham parado com o futebol profissional quando foram procurados pelo Ferroviário para fazer a fusão.
Assim nasceu o Colorado Esporte Clube, que seria integrante de uma nova versão do Trio de Ferro, substituindo o Ferroviário. O Palestra não cedeu o verde da camisa, mas cedeu a área do Estádio Palestra Itália (na Rua Konrad Adenauer, Tarumã), que virou sede social, hoje do Paraná Clube. O Britânia cedeu o Estádio Paula Soares (Av. das Torres com a antiga BR-116), que recentemente foi vendido a um hipermercado com nome que, segundo os torcedores, significa que o Britânia Incendiou a Galera. O Ferroviário cedeu, além do apelido Boca-Negra, o Estádio da Vila Capanema que passou a ser a casa do novo clube. O plano era ampliar a Vila Capanema, mas uma ação da Rede Ferroviária Federal impediu que isso fosse feito e impede até hoje. O que poderia ser um clube vencedor tornou-se a maior tragicomédia do futebol paranaense, quiçá brasileiro e mundial. Até 1979 foi uma série de vices. Em 1979 o mais trágico deles, pois o Coritiba, adversário daquela final ficou com 10 jogadores aos 10 minutos do primeiro tempo e mesmo assim foi para cima do Colorado, que perdeu por 2 a 0. Neste meio tempo, o clube não era chamado para participar do Brasileirão (que era inchado e era feito por meio de convite e como a Arena ia bem no Paraná...). Em 1974, o clube, ao invés de ser convidado para o Brasileirão, foi fazer amistosos na África para ajudar João Havelange na campanha para presidente da Fifa. Em 1975, fez amistosos pela Europa Oriental e pelo Oriente Médio e nada de Brasileirão.
Curiosidades, as coisas que só aconteciam com o Colorado.
Em 1978, o Colorado vencia um clássico na Baixada contra o Atlético-pr por inacreditáveis 4 a 0. Eis que de repente Ziquita faz o primeiro gol do Atlético. Logo depois, Ziquita faz o segundo, o terceiro, o quarto e só não faz o quinto por que a cabeçada foi na trave e não havia mais tempo para nada ficando no 4 a 4. Essas coisas só aconteciam com o Colorado.
Outra foi tomar gol de goleiro. Num jogo em Cascavel, o goleiro Zico repôs uma bola lá no fundo do gol do arqueiro Joel Mendes. Contra o mesmo Cascavel, o clube esteve para ganhar o primeiro título. O Colorado perdeu a primeira partida po 3 a 0 (foi o jogo do gol do goleiro Zico) e precisava vencer por 3 gols de diferença no segundo jogo para ser campeão. Na Vila Capanema, Jorge Nobre abriu 2 a 0 Colorado. O Cascavel teve um jogador expulso após o primeiro gol, por retardar o jogo (segurou a bola no gol). No primeiro tempo, o Cascavel fez a primeira substituição (era a única permitida na época). No final do primeiro tempo, outro jogador do Cascavel foi expulso (são 9 do Time da Cobra em campo). Após o intervalo, o Cascavel voltou com 7 jogadores, pois segundo o médico, dois jogadores teriam passado mal no vestiário. No início do segundo tempo, o goleiro Zico caiu no chão alegando contusão, sendo vetado e a partida encerrada por falta de jogadores. A decisão foi para o tapetão, que deu o título para os dois, isto é: o único título do Colorado é dividido com o Cascavel (Paranaense de 1980). Vendo o estrago que o goleiro Zico fez com o Colorado, o clube resolveu contratar o guarda-metas. Num jogo contra o Botafogo no Rio, o goleiro teve uma diarréia no intervalo e ficou reinando no trono, o árbitro impaciente, recomeçou a partida sem o goleiro e, minutos depois, em rede nacional, o goleiro Zico entrou correndo em campo, com chuteiras desamarradas e tudo. Essas coisas só aconteciam com o Colorado. O goleiro Zico voltou para o Cascavel e numa semifinal do Paranaense, o arqueiro se machucou, mas continuou jogando com o braço imobilizado, já que o Cascavel havia queimado a Regra 3. Zico fechou o gol, garantindo o empate em 0 a 0 e levando o jogo para os pênaltis. Nos pênaltis, o inacreditável, Zico pegou uma cobrança e na seqüência converteu a decisiva.
Uma vez, na Vila Capanema, o Colorado jogava muito mal contra o Toledo. O preparador físico do
Colorado já saía do estádio, quando uma bola do ataque do Toledo ia entrando no gol, quando de repente surge o preparador físico e mete uma bicuda para a lateral, salvando o Tricolor da Vila. Essas coisas só aconteciam com o Colorado. Em 1984, o clube montou um timaço: a Sele-Boca. Foi um fiasco, chegou ao quadrangular contra Atlético, Coritiba e Pinheiros, mas o título não veio.
Fusão com o Pinheiros
Em 1989, o Colorado, que tinha torcida (a terceira da capital), passava por dificuldades financeiras. Resolveu se fundir com o EC Pinheiros, que não tinha torcida, mas tinha administração fantástica. Assim nasceu o Paraná Clube, campeão 7 vezes do Campeonato Paranaense em 20 anos.
Títulos
Estaduais
Campeonato Paranaense: 1980
Vice-Campeonato Paranaense: 5 vezes (1974, 1975, 1976, 1979 e 1982).
Outras conquistas
Taça Cidade de Curitiba: 2 vezes (1974 e 1975).

2 comentários:

  1. Porque não comentam que o Colorado EC, com 80%, das dividas pagas e quase R$ 4.000.000,00 (quatro milhôes de cruzados novos) depositados no banco Banestado Agência Rebouças,comprovado pelo então Presidente do ano da fusão, 1989, Adjalma Natal Polydoro e que com apenas 09 (nove) meses de gestão, pagou e deixou dinheiro em caixa houve um comentário dito pelo então, (grande) conselheiro Nelson Galvão do Colorado e que na ultima reunião antes da fusão comentou que em seus quinze anos de colorado nunca um presidente conseguiu ter tanto dinheiro em caixa e que foi também comprovado pela diretoria da epoca do Paraná Clube, que repassado e entregue em mãos ao Vice Presidente Financeiro e o seu tesoureiro do Paraná Clube, justamente no banco Banestado, um cheque administrativo da agencia do banco do valor em conta corretente, pois o comentario na hora da entrega do cheque, era que o Colorado EC, encontrava-se com mais dunheiro na epoca que o Pnheiros, acho que uma pessoa como esta,com muita vontade de acertar e acertou, não e lembrado,será que atrapalha muita gente e que assinou como Presidente do Clube a FUSÂO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, Cristiane Polydoro, pelos seus esclarecimentos. Pois e Verdade o COLORADO ESPORTE CLUBE,nunca teve na história do Clube um PRESIDENTE, que em pouco tempo na sua GESTÃO, Nove Meses ( 09 ), deixasse todas as suas contas pagas em dia e sim ainda Dinheiro em Caixa, para o novo Clube que estava Nascendo,na fusão entre os Clubes Colorado, Pinheiros. Hoje Paraná Clube.

      Excluir