sexta-feira, 19 de março de 2010

Desportiva Capixaba S.A.


Nome: Desportiva Capixaba
Alcunhas:Tiva,Locomotiva, Grená
Torcedor: Grená
Mascote: Maquinista de Trem
Fundação: 17 de junho de 1963
Estádio: Engenheiro Alencar Arararipe
Capacidade: 15.000
Presidente: Marcelo Villa-Forte
Treinador: Cosme Eduardo

A Desportiva Capixaba é um clube capixaba, resultado da privatização da Companhia Vale do Rio Doce, que controlava a Associação Desportiva Ferroviária Vale do Rio Doce, tendo disputado as Série A, B e C do Brasileiro por diversas vezes. Contudo, há alguns anos o time entrou em decadência, lutando para se reerguer, quando após dois anos afastado das atividades profissionais, em 2007, venceu a segunda divisão estadual, numa final contra o time do Rio Bananal (Interior do ES), diante de 15 mil torcedores em seu estádio.
Seu arqui-rival é o Rio Branco Atlético Clube e contra ele faz o maior clássico do Estado do Espírito Santo,a Desportiva vem sofrendo com a falta de investimento por

História

O clube nasceu Associação Desportiva Ferroviária Vale do Rio Doce, em 17 de junho de 1963, como resultado da fusão de Vale do Rio Doce, Ferroviário, Cauê, Guarany, Valeriodoce e Cruzeiro, todos formados por ferroviários da Companhia Vale do Rio Doce.Foi a própria diretoria da empresa que tomou a iniciativa de fomentar a união, pois seus funcionários viviam à porta dos diretores pedindo ajuda para os cinco clubes isoladamente. Para incentivar a união, a companhia prometeu – e depois cumpriu – construir um estádio e doá-lo ao novo clube. Assim, surgiu o Estádio Engenheiro Araripe em 1966, em Jardim América, Cariacica (ES), então com capacidade para 36 mil torcedores.

Durante muitos anos, a Desportiva foi o primo-rico do futebol capixaba, pois além do patrimônio doado, a Vale do Rio Doce ainda pagava todas as despesas do estádio e descontava na folha de pagamento de milhares de ferroviários as mensalidades para o clube.Como resultado, a Desportiva passou a ser um páreo duro para o antigo papa-títulos capixaba, o Rio Branco, e conquistou a maioria dos campeonatos disputados nas últimas quatro décadas no Espírito Santo, ao contrário do seu maior rival, que foi definhando a cada ano.

Em 1973, a Desportiva estreou no Campeonato Brasileiro e, para atrair o público, contratou o folclórico Fio Maravilha, já em final de carreira. Desde aquele ano, o clube nunca mais deixou de disputar a competição nacional. Teve sempre uma participação modesta, tendo como melhor melhor resultado, o décimo quinto lugar no Brasileirão de 80. Quando o Brasileiro foi dividido em Séries A e B, o representante capixaba acabou na Série B e duas vezes esteve perto de voltar à elite: em 1994, eliminado nas semifinais pelo Goiás, e em 1998, quando foi ao quadrangular, mas acabou superado por Gama e Botafogo-SP. Participou da 1ª divisão do Brasileiro desde a sua fundação até hoje, durante 15 anos, de modo aleatório, sua melhor colocação foi um 5º Lugar, com o campeonato de 80 times.

A história do clube começou a mudar quando a Vale do Rio Doce foi privatizada em 1996 e resolveu não apenas retirar todo o apoio como cobrar pelo estádio. Foi uma longa disputa, que envolveu mobilização de lideranças políticas, até que a empresa resolveu doar definitivamente o Engenheiro Araripe para a Desportiva. Andando com as próprias pernas, o clube teve trajetória trôpega e nos últimos anos viu o título estadual ir para outros clubes e foi rebaixada para a terceira divisão n Brasileiro.

Nos seus 35 anos de história, a Desportiva sempre revelou bons jogadores nas suas divisões de base. As duas principais revelações do grená já vestiram a camisa da Seleção Brasileira: o meia Geovani e o ponta-esquerda Sávio. Ambos começaram nas escolinhas do clube de Jardim América. Geovani nasceu em Cariacica, pertinho da sede do Desportiva e foi lançado aos 16 anos no time profissional. É o maior ídolo da história do clube. Sávio deixou a Desportiva mais cedo, aos 14 anos, indo para o Flamengo, onde projetou-se a ponto de chegar à Seleção Brasileira.

Em maio de 1999 após longas negociações, a tradicional Desportiva Ferroviária anunciou o início de uma nova fase em sua história: a de clube-empresa, conforme a Lei Pelé, vendendo 51% de suas ações para o grupo Frannel, de derivados de petróleo, e passando a chamar-se Desportiva Capixaba S.A.

Clube Empresa

A Desportiva Capixaba foi criada em maio de 1999 cercada de expectativas. Era o primeiro clube-empresa do Estado. O grupo majoritário (51%) era a Frannel Distribuidora de Combustível. A Desportiva Ferroviária ficou com 49%. Entre as promessas estava a de montar uma estrutura capaz de colocar o clube na elite do futebol brasileiro, mas o rendimento não foi o mesmo quando a Frannel saiu e o grupo Villa-Forte assumiu. O clube foi ainda campeão estadual em 2000, mas sofreu dois rebaixamentos na Série B do Brasileiro.

Títulos

Estaduais

Campeonato Capixaba: 16 vezes (1964, 1965, 1967, 1972, 1974, 1977, 1979, 1980, 1981, 1984, 1986, 1989, 1992, 1994, 1996 e 2000).
Taça Cidade de Vitória: 2 vezes (1966 e 1968).
Campeonato Capixaba - 2ª Divisão: 2007.
Torneio Início do Espírito Santo: 1967.
Copa Espírito Santo: 2008.

Categorias de Base

Taça Rio de Futebol Juvenil: 1995.
Campeonato Capixaba de Juniores: 4 vezes (1995 de 1997 de 2001 e 2002).
Copa Internacional Águia Branca de Futebol Juvenil: 2000.
Campeonato Capixaba Juvenil: 2002.
Copa Jornal Correio Popular (Infantil): 2001.
Copa Lázio: 2000

Participações em Campeonatos Brasileiros

2003 - Campeonato Brasileiro – Série C.
2001 - Campeonato Brasileiro – Série B.
2000 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1999 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1998 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1997 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1996 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1995 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1994 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1993 - Campeonato Brasileiro – Série A 29º Colocado.
1992 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1991 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1989 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1985 - Campeonato Brasileiro – Série A 32º Colocado.
1984 - Campeonato Brasileiro – Série B.
1982 - Campeonato Brasileiro – Série A 35º Colocado.
1981 - Campeonato Brasileiro – Série A 44º Colocado.
1980 - Campeonato Brasileiro – Série A 15º Colocado.
1979 - Campeonato Brasileiro – Série A 20º Colocado.
1978 - Campeonato Brasileiro – Série A 58º Colocado.
1977 - Campeonato Brasileiro – Série A 19º Colocado.
1976 - Campeonato Brasileiro – Série A 54º Colocado.
1975 - Campeonato Brasileiro – Série A 37º Colocado.
1974 - Campeonato Brasileiro – Série A 34º Colocado.


Participações na Taça Brasil



  • 1968.


  • 1966.


  • 1965.

Participações na Copa do Brasil




  • 2009.


  • 2001.


  • 1997.


  • 1995.


  • 1993.


  • 1990.

A Desportiva Capixaba está na sexta disputa da Copa do Brasil. Nas outras 5 vezes foi eliminada na primeira fase.



Ranking da CBF

Posição: 39º
Pontuação: 508 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário