sábado, 20 de março de 2010

Esporte Clube São Bento


Nome: Esporte Clube São Bento
Alcunhas: Azulão, Bentão
Torcedor: Sãobentista
Fundação: 14 de outubro de 1914 (95 anos)
Estádio: Walter Ribeiro
Capacidade: 13.722
Presidente: Luiz Augusto Manenti
Treinador: José Luis Drey

Esporte Clube São Bento é uma agremiação esportiva da cidade de Sorocaba, interior do Estado de São Paulo. Atualmente disputa o Campeonato Paulista de Futebol - Série A2. Possui como cores oficiais o azul, nos tons celeste, royal e marinho, e o branco. É representado pelo pássaro Azulão, como foi conhecido o clube décadas atrás.

História

Tudo começou no dia 14 de setembro de 1913, quando operários de uma fábrica de arreios, a Ferreira e Cia. (estabelecimento instalado na rua XV de Novembro), fundaram o Sorocaba Athletic Club. Nessa época a cidade vivia um surto de febre amarela na qual por pouco não dizimou todos os moradores da cidade.

Em 14 de outubro de 1914, o nome foi mudado para Esporte Club São Bento, durante essa época de amadorismo o time batia até os grandes de São Paulo, porque na verdade era a mesma equipe da AA São Bento, da capital.

O nome São Bento foi adotado pelo fato do time jogar num campo de futebol que havia atrás do Mosteiro de São Bento, em Sorocaba.

Com a recente reforma do Estatuto, em novembro de 2009, "aportuguesou-se" a denominação "Club", sendo que a agremiação passou a ser chamada de "Esporte Clube São Bento", mantendo-se contudo o original em inglês no símbolo da equipe. Na mesma oportunidade, as cores oficiais foram acrescidas com mais duas tonalidades, sendo elas Azul Royal e Azul Marinho.

Época amadora

Na época amadora haviam os clubes que pertenciam a Liga Paulistana e a do Interior (os torneiros não eram realizados ainda pela atual Federação Paulista de Futebol). Em Sorocaba, haviam grandes confrontos em Campeonatos de Futebol Amador Municipal com participações do Fortaleza Club, C.A. Votorantim (extinto S.C.Savóia), A.A. Scarpa, E.C. São Bento, Estrada de Ferro Sorocabana F.C. entre outros.

A era profissional

Tem início o profissionalismo no futebol em 1953 e o primeiro certame disputado nesta condição foi o Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1953, que contou com 20 clubes participantes divididos em 3 Séries (Grupos). A "Série 3" era formada por: Corinthians F.C. (Santo André), Paulista F.C. (Jundiaí), Jabaquara A.C. (Santos), C.A. Bragantino (Bragança Paulista), São Caetano E.C. (São Caetano do Sul), E.C. Taubaté (Taubaté) e E.C. São Bento (Sorocaba). O primeiro jogo oficial como profissional ocorreu em Bragança Paulista e o seu placar foi C.A. Bragantino 2x1 E.C. São Bento. O time na época era formado por Peter, Domingos, Moacir, Rau, Falco, Sérgio, Cicarelli, Carrega, Mário, Mané e Bernardi.

Em 1962, sagrou-se campeão do Campeonato Paulista da Primeira Divisão, sendo este equivalente a atual Série A2 do Campeonato Paulista, subindo assim para a Divisão Especial (A1), após vencer o América F.C. de São José do Rio Preto no terceiro jogo da decisão. Depois de dois empates, um em São José do Rio Preto, 0x0, e outro em Sorocaba, 1x1, o terceiro jogo foi realizado no Estádio Municipal do Pacaembú, em São Paulo. O gol da vitória e do título que garantiu o Acesso à Elite, 2x1, foi marcado por Picolé aos 12` do 1ºT da prorrogação. Era dia 23 de Fevereiro de 1963 e o Glorioso Esquadrão Alvi-Celeste, comandado pelo técnico Wilson Francisco Alves, o Capão, estava formado por Walter; Julião Odorico e Salvador; Nestor e Paulinho; Raimundinho, Cabralzinho, Picolé, Bazzaninho e Paraná.

No ano seguinte, na sua primeira participação no Campeonato Paulista da Divisão Especial (A1), ficou com a honrosa 4ª colocação (a melhor de todas na elite do futebol paulista), terminando a competição à frente de Corinthians e Portuguesa.

A queda nos anos 1990

Permaneceu por 29 anos ininterruptos na Primeira Divisão do Campeonato Paulista (A1), até sua queda em 1991 à Divisão Intermediária (A2), certame que disputou nos anos de 1992 e 1993. Devido as mudanças da Federação Paulista de Futebol em 1994, passou a disputar a Série A3, quando atravessou por momentos muitos difíceis, onde uma série de escândalos envolvendo os diretores do clube, a falta de interesse da prefeitura e o abandono do empresariado de Sorocaba quase levaram o clube à extinção.

O retorno às glórias

A virada do milênio marcou uma nova era no Esporte Club São Bento. Logo no primeiro ano da década, em 2001, conquistou o acesso à A2 diante do Jaboticabal Atlético, em Jaboticabal, com uma rodada de antecedência. Encerrou o Campeonato confirmando o título da Série A3, batendo a equipe do União Mogi em Sorocaba diante de sua grande e fanática torcida. No ano seguinte, além de disputar a Série A2, o clube sorocabano repetiu a boa campanha de 2001 e chegou à decisão da Copa Estado de São Paulo, atual Copa Paulista de Futebol, no dia 7 de dezembro, garantindo o título no empate por 0 a 0 contra o Jaboticabal, já que tinha vantagem de pontos na primeira fase em relação ao adversário.

Três anos depois, em 2005, obteve a volta para a principal divisão após uma épica batalha diante do E.C. Noroeste, de Bauru, conquistando assim o direito de disputar o Campeonato Paulista Série A1 de 2006. Depois de 14 afastado da Elite, o Esporte Club São Bento terminaria a competição do ano seguinte em 11° lugar.

Porém, interrompendo a boa fase vivida pelo clube alvi-celeste na década, em 2007 o clube voltaria a sofrer com o drama do rebaixamento. Atordoado por problemas políticos e disputando a Série A-1 do Campeonato Paulista, o time começou o ano sendo comandado pelo ex-volante da Seleção Colombiana e do Corinthians, Freddy Rincón e terminou a sua temporada em 11 de abril do mesmo ano, caindo para a série A-2 depois de uma melancólica derrota de 3 x 0 para o Palmeiras em pleno CIC, tendo nesse ano feito uma campanha muito fraca.

Já no ano de 2008, a equipe voltaria a mostrar sua grandeza e poder de recuperação, disputando até a última rodada a chance de garantir uma vaga à Série A1, mesmo estando desacreditado por muitos. Vale lembrar que no Grupo formado por São Bento, Atlético Sorocaba, Mogi Mirim e Oeste, ocorreu o polêmico "Jogo da Marmelada" entre Mogi Mirim e Oeste, garantindo o acesso a ambos os clubes após um vexatório empate sem gols.

A última temporada

Após um início de temporada muito ruim, resultado de uma fraca pré-temporada, o Esporte Club São Bento somente conseguiria conquistar sua primeira vitória na oitava rodada. A equipe beneditina não alcançou, ao contrário do ano de 2008, uma vaga para o quadrangular final da competição. Terminou o certame em 12º lugar, permanecendo assim na divisão intermediária do futebol paulista.

Curiosidades

Ainda na fase amadora, o E.C. São Bento viveu um grande momento na sua história quando empatou, em 2 x 2, com o Nacional de Montevidéu (campeão uruguaio), em Sorocaba, no ano de 1953. A equipe uruguaia contava com alguns jogadores que conquistaram o Bi-Campeonato Mundial de 1950 em pleno Maracanã - Rio de Janeiro.

Ao longo da história destaca-se a vitória diante da Seleção Brasileira de Novos, em Sorocaba, por 2x0, e também a goleada infligida ao Bragantino por 9 a 2, em 14 de abril de 2002, no Estádio Walter Ribeiro.

O Esporte Club São Bento disputou ainda o Campeonato Brasileiro da Primeira Divisão de 1979, tendo ficado em 15° lugar, entre os 94 clubes que participaram daquela edição, considerada até aqui o maior campeonato de futebol do mundo. Também disputou, a nível nacional, a Taça de Prata de 1981 e 1983. Seu último compromisso em brasileiros ocorreu em 1992, quando o E.C. São Bento disputou o Campeonato Brasileiro da Série B, a Terceira Divisão (atual Série C).

Estádio

O Esporte Club São Bento manda os seus jogos atualmente no Estádio Municipal Walter Ribeiro, o popular CIC (Centro de Integração Comunitário). O Estádio Municipal foi inaugurado com a intenção aposentar o então estádio da cidade, Humberto Reale, original sede e lar sãobentista, mas que atualmente encontra-se em um processo de remodelação para um centro de treinamentos e alojamento.

O antigo Estádio Humberto Reale sofria pelo abandono causado por más administrações e dívidas acumuladas. Já foi palco de grandes partidas, tendo como fato marcante a presença de Pelé em um dos embates entre a equipe do Santos Futebol Clube, então campeão mundial, e o Esporte Club São Bento. Vale ressaltar que nesta oportunidade a equipe sorocabana sairia vitoriosa do jogo, pelo placar de 3x2.

Títulos

Estaduais

Campeonato Paulista de Futebol - Série A2: 1962
Troféu Deputado João Mendonça Falcão: 1966.
Taça São Paulo de Futebol: 1985
Campeonato Paulista de Futebol - Série A3: 2001
Copa Estado de São Paulo: 2002

Municipais

Campeonato Municipal de Sorocaba: 1921, 1922, 1923, 1944, 1955, 1959, 1962, 1963.
Torneio João Mendonça Falcão: 1966
Taça São Paulo de Futebol: 1985

O E.C. São Bento de Sorocaba ganhou a Taça São Paulo de Futebol (Copa São Paulo), que contou com a participação de 64 clubes representando a 1ª, 2ª e 3ª Divisões do futebol profissional da FPF e tornou-se o Primeiro Campeão do Brasil de 1985. Com a presença do Sr. José Maria Marin, Presidente da FPF que veio à Sorocaba cumprimentar o presidente do São Bento, Dr. Lázaro Agostinho de Lima pela conquista do campeonato e promover um jogo para entrega das Faixas e Troféu conquistado pelo Alvi- Celeste sorocabano.

Rivalidade

O maior rival do Esporte Club São Bento é o Clube Atlético Sorocaba, com quem protagoniza um dos maiores clássicos do interior paulista, o dérbi sorocabano.
O confronto, que ocorre desde 1993, parando a cidade de Sorocaba, já teve 32 edições, com o Galo levando vantagem no duelo com 13 vitórias, contra 6 do Azulão, e 13 empates.

Ranking da CBF

Posição: 110º
Pontuação: 76 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário