terça-feira, 23 de março de 2010

São José Esporte Clube


Nome: São José Esporte Clube
Alcunhas: Águia do Vale
Mascote: Águia
Fundação: 13 de agosto de 1933 (como E.C. São José)

24 de dezembro de 1976 com novo nome e uniforme estabelecidos
Estádio: Martins Pereira
Capacidade: 15.317
Presidente: Hélio Fontes
Treinador: Edison Só

O São José Esporte Clube é um tradicional clube de futebol do interior de São Paulo,e do Brasil, mais precisamente de São José dos Campos, e que tem como modalidade esportiva principal o futebol. Seu melhor momento no futebol ocorreu no ano de 1989 quando, para surpresa de muitos, foi vice-campeão paulista ao perder o título para o São Paulo. Seu maior patrimônio é a sua torcida, uma das maiores e mais fanáticas do interior de São Paulo e interior do Brasil, que resulta em boas médias de público.

História

No dia 13 de agosto de 1933, o esportista Galiano Alves fundou o Esporte Clube São José, nascendo de uma dissidência da Associação Esportiva São José, que naquela época possuía alguns dos principais jogadores do futebol amador da cidade. A equipe se manteve participando de torneios amadores em São José dos Campos durante trinta e um anos até se profissionalizar no dia 8 de março de 1964, ano em que sagrou-se campeão da terceira divisão paulista (equivalente a atual Série B1-A), após passar pela Bancária de Fernandópolis, logo na primeira temporada como time profissional. Naquela época o time também era chado pelos torcedores apenas de "Esporte". Em 1965, o Esporte Clube São José conseguiu o segundo título e acesso consecutivo, ao derrotar o Orlândia por 2 a 1 e garantir o título da segunda divisão (equivalente a atual Série A-3 do Campeonato Paulista). Com isso, o "Formigão do Vale", como também era chamado naquela época, pôde participar pela primeira vez em sua história da divisão de acesso do Campeonato Paulista (equivalente a atual Série A-2), em 1966.

Em sua primeira fase, o clube utilizava um uniforme com camisas pretas, listas verticais brancas e calções pretos (semelhante ao segundo uniforme do Corinthians) e atuava no Estádio da Rua Antônio Saes, onde posteriormente foi construído o prédio do Supermercado Jumbo-Eletro e atualmente funciona um templo da Igreja Universal do Reino de Deus. O atual Estádio Martins Pereira só seria inaugurado em 1970. Em 1972, a equipe chegou a ser campeã da Primeira Divisão (divisão de acesso), empatando em 0 a 0 com o Garça, na cidade do adversário, mas naquele ano o campeonato não dava direito a acesso à Divisão Especial (divisão de elite e atual Série A-1).

O time profissional da cidade continuou com esse nome até dezembro de 1976 quando, atolado em dívidas, e quase falido, foi obrigado a mudar de nome para fugir das cobranças e ameaças de penhora. Na oportunidade, Altamirando Negrão de Palma assumiu a presidência do clube e, junto de outros três diretores, Geraldo Marcolongo, Sérgio Ângelo e Pedro Yves Simão, procuraram ajuda na Federação Paulista de Futebol, que fez com que o Esporte Clube São José se transformasse em São José Esporte Clube, mudando inclusive as cores do uniforme e o distintivo. O alvinegro foi substituído pelo azul, amarelo e branco, que são as cores oficiais da cidade. O distintivo também se tornou semelhante ao brasão da cidade de São José dos Campos e o mascote passou a ser a "Águia do Vale". Campeão da Série A2 de 1980, o time estreou no Paulistão em 1981, realizando uma ótima campanha, que lhe rendeu uma vaga para a Série A do Brasileiro de 1982. Rebaixado em 1983, o time voltou à Série A1 em 1988, chegando às semifinais do torneio. O maior feito de sua história foi o vice-campeonato paulista da divisão maior, obtido em 1989 – o São Paulo só foi campeão graças a uma vitória por 1 a 0 com um gol contra marcado pelo lateral esquerdo André Luís, no Morumbi, e à absurda inversão de mando de campo (a Águia, que deveria decidir o título em casa por ter melhor campanha, foi obrigada a fazer a segunda partida também no Morumbi), em uma das maiores injustiças da história do futebol paulista.

Símbolos

Escudo: Inspirado no emblema da cidade de São José dos Campos, que é semelhante, o emblema do São José Esporte Clube surgiu com a mudança de nome em 1976, quando deixou de ser Esporte Clube São José. Em 2003, com a terceirização e a mudança de nome para Esporte São José, o escudo mudou também trazendo uma águia dentro do escudo antigo; todavia, em 2005, quando voltou a se chamar São José Esporte Clube, o tradicional escudo voltou.

Mascote: Até 1976 a mascote do São José era a formiga; a Águia é a mascote oficial do São José desde 1978, na gestão do presidente Laerte Pinto da Cunha. Quando mudou de nome e de cores, no final de 76, o São José havia sido apelidado de "Azulão do Vale". O mascote foi escolhido porque a Águia é um animal de muita garra e que luta até o fim mesmo contra todas as dificuldades.

Estádio

O Estádio Martins Pereira foi inaugurado no dia 15 de março de 1970, com o jogo amistoso entre Atlético/MG e Internacional/RS, vencido pelo time mineiro por 1 a 0. O gol foi marcado por Dadá Maravilha, aos 29 minutos do primeiro tempo. Naquela época, o time da cidade ainda era o Esporte Clube São José, o "Formigão do Vale", de cores alvi-negras. A primeira partida do antigo Formigão em seu estádio foi contra o Nacional de São Paulo, perdendo por 1 a 0, no dia 22 de março de 70. A primeira vitória só aconteceria uma semana depois, contra o Saad de São Caetano, por 2 a 1.

O estádio começou a ser construído em 1968, sacrificando o futebol profissional da cidade, que ficou dois anos desativados. Antes, o "Formigão do Vale" mandava seus jogos no Estádio da Rua Antônio Saes, com arquibancadas de madeira e capacidade para cerca de 5 mil torcedores, e que foi vendido para a construção do novo estádio.

O São José Esporte Clube, já com nova ata e novo estatuto, fez seu primeiro jogo oficial no Estádio Martins Pereira em janeiro de 1977, contra o São Paulo, empatando em 0 a 0.

O recorde oficial de público em um jogo aconteceu em 1987, numa partida entre São José e São Paulo, válida pelo Campeonato Paulista: 22 mil pessoas estavam presentes. Todavia, supõe-se que esse recorde foi batido no jogo São José 1 x 1 São Paulo pelo Paulistão-97, onde 19 mil pagantes e aproximadamente 6 mil pessoas entraram de graça, o que daria um público de aproximadamente 25 mil pessoas. O estádio não mais pertence ao São José, pois ele foi usado para pagar uma dívida do clube. Atualmente ele é de propriedade da Urbam (Urbanizadora Municipal), órgão ligado à Prefeitura de São José dos Campos.

Torcida

Sem dúvida uma das maiores torcidas do interior. Poucos clubes do interior possuem uma torcida tão atuante como a do São José. Mesmo estando na série A-2, o clube ostenta médias de públicos superiores à maioria dos clubes do interior na série A-1.



  • Torcida Mancha Azul


  • Guerreiros da Águia


  • Águiardente

Títulos

Nacionais

Vice-Campeonato Brasileiro Série B: 1989.

Estaduais

Vice-Campeonato Paulista: 1989.
Campeonato Paulista - Série A2: 2 vezes (1972 e 1980).
Vice-Campeonato Paulista A2: 1987.
Campeonato Paulista - Série A3: 1965.
Vice-Campeonato Paulista A3: 2006.
Campeonato Paulista - Série B: 1964.

Torneios regionais

Torneio do Vale do Paraíba: 1967.
Torneio Rui Dória: 1966.
Copa Vale do Paraíba: 1996.

Ranking da CBF

Posição: 80º
Pontuação: 164 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário