terça-feira, 6 de abril de 2010

Esporte Clube Passo Fundo


Nome: Esporte Clube Passo Fundo
Alcunhas: Tricolor, 14.
Fundação: 10 de Janeiro de 1986
Estádio: Vermelhão da Serra


Capacidade: 20.000 pessoas
Presidente: Carlos Augusto Castro
Treinador: Bebeto Rosa




O Esporte Clube Passo Fundo é um clube de futebol brasileiro sediado em Passo Fundo, Rio Grande do Sul.



História



O Passo Fundo foi fundado em 10 de janeiro de 1986, resultante da fusão dos dois clubes da cidade de Passo Fundo: o 14 de Julho e o Gaúcho que, naquele ano, disputariam a segunda divisão do campeonato gaúcho e enfrentavam diversas dificuldades financeiras.



A equipe adotou as cores vermelha (do 14 de Julho), verde (do Gaúcho) e branco.
Em 1987 o Gaúcho abandonou a parceria e retornou ao futebol profissional. O Passo Fundo ficou com o patrimônio do 14 de Julho. Durante muitos anos o clube usou o verde em seu uniforme e em 2003 aboliu a cor.




No ano de 2006, no aniversário de 20 anos, o Passo Fundo não conseguiu realizar um bom Campeonato Gaúcho e foi rebaixado para segunda divisão. A equipe teve também um mau desempenho na Copa Emídio Perondi.



A crise financeira e a falta de perspectivas deixaram o Passo Fundo de fora da disputa da série B do Gauchão em 2007. Com o departamento de futebol profissional fechado, o clube focou seu trabalho nas categorias de base e buscou reestruturar-se financeiramente.



De fora dos campeonatos profissionais em 2007, o clube viu seu arqui-rival, o Gaúcho, ser rebaixado no Campeonato Gaúcho e ter seu patrimônio liquidado judicialmente. Nesse ano, decidiu-se pelo retorno do verde as cores do clube, voltando a ser o Tricolor do Planalto Médio.
No ano seguinte, o diretoria contratou o ex-zagueiro uruguaio Atílio Ancheta como treinador, fez contratações e promoveu alguns juniores para buscar a volta à elite do futebol gaúcho.



Com desempenho abaixo do esperado, Ancheta é mandado embora e para o seu lugar Joubert Pereira é contratado, visando retomar o tempo perdido e conseguir bons resultados na série B do Gauchão 2008.



No segundo semestre de 2008, o clube obtém a primeira vitória sobre um adversário da dupla Grenal, derrotando o Grêmio por 1x0, em Eldorado do Sul, pela Copa Lupi Martins. O gol foi anotado pelo meia Teilor, em cobrança de falta.



Em 2009, o clube não disputou competições oficiais na categoria profissional, porém prepara o retorno aos gramados na temporada 2010. Contratou o veterano treinador Paulo Sérgio Poletto para dirigir a equipe no série B do Gauchão. Poletto comandou o Passo Fundo na conquista do título dessa mesma competição em 1986.



Até o momento, disputando a segundona do gauchão, sem obter sucesso nas primeiras partidas, o técnico Sérgio Poletto acabou afastado do clube após inúmeras derrotas que vinha acontecendo desde as partidas amistosas que o clube fazia em sua pré-temporada. O novo técnico do Passo Fundo agora é Bebeto Rosa, que apesar de não estrear com vitória, já trouxe para os 3 pontos para o Vermelhão pelo menos 2 vezes (Atualizado até 27/02 às 14 horas) em quase 1 mês apenas de trabalho.



Títulos



Estaduais



Campeonato Gaúcho - 2ª Divisão: 1968, 1986*
Campeonato Citadino de Passo Fundo: 14 vezes 1922, 1924, 1925, 1943, 1945, 1947, 1955, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962 e 1968)
*Ainda como Grêmio Esportivo e Recreativo 14 de Julho




Ranking da CBF



Posição: 325º
Pontuação: 1 ponto

Barra-Brava - Diabos do Planalto



Diabos do Planalto: Torcida no tipo barra brava, que surgiu em 2006, ano do vigésimo aniversário de fundação do clube, com o nome de Diabos Vermelhos. Em 2008, com a retomada do futebol profissional, a torcida se reorganizou e se adaptou a nova realidade do clube, que agora voltará a ser tricolor, passando a chamar-se Diabos do Planalto e adotando seu atual estilo, caracterizado pela utilização de bandeirolas, barras, trapos, fogos de artifício, bobinas, papéis picados. Famosa por cantar até em momentos difíceis e seguidoras do conhecido "apoio incondicional", se localizam próximo a bandeira de escanteio na entrada do Portão 1, conhecida como "Curva da Morte" do estádio Vermelhão Da Serra.