quarta-feira, 28 de abril de 2010

Esporte Clube Taubaté


Nome: Esporte Clube Taubaté
Alcunhas: Burro da Central, Gigante do Vale, Alvi Azul,
Mascote: Burro
Fundação: 1 de novembro de 1914
Estádio: Joaquim de Morais Filho (Joaquinzão)
Capacidade: 20.000 pessoas
Presidente: Ary Kara José
Treinador: Paulo César

O Esporte Clube Taubaté é um clube brasileiro de futebol da cidade de Taubaté, localizada no interior do estado de São Paulo, clube pioneiro na fundação e disseminação do futebol na região do Vale do Paraíba no início do século passado.

Disputou a Elite do Campeonato Paulista de Futebol em 1928, de 1955 á 1962 e de 1980 á 1984. e disputará o Campeonato Paulista da Série A3 (Terceira Divisão) em 2010.

O início do futebol em Taubaté

Inaugurado em 3 de abril de 1904, o Velódromo Taubateano logo passou a ser o ponto de encontro dos esportistas nas tardes dos domingos.

Sua inauguração foi marcada por uma grande festa, contando com a presença da "Corporação Philarmonica Taubateense e Jacareyense", a Banda João do Carmo, membros da diretoria do Velódromo Taubateano e do Velo Clube de Jacarey e do Dr. Pereira de Mattos, redator do jornal O Povo de Caçapava.

Os festejos da inauguração se iniciaram às 15 horas, com uma série de provas. O ciclismo era o esporte que despertava maior interesse no Estado de São Paulo. Em Taubaté era raro o domingo em que não se realizavam provas ciclistas, sempre com participação de corredores da região e da cidade de São Paulo. Sérgio Areão, Mauricio de P. Natividade, Indiani e outros eram ciclistas famosos, sempre com participações de destaques em provas válidas pelo Campeonato Paulista. Os intervalos dos páreo das provas ciclistas eram preenchidos com apresentações da Orquestra Filarmônica de Taubaté.

Nessa época, os "ensaios" de foot-ball, começavam a surgir em nosso país. A idéia de se criar a primeira equipe de futebol ocorreu exatamente no dia 10 de Junho de 1904, quando os amantes do esporte, José Pedro de Oliveira, Jayme Tindal e Frederico Livrero, se reuniram no edifício da Associação Comercial com objetivo de estudar a melhor possibilidade de se fundar uma equipe de futebol na cidade. Nesse primeiro encontro decidiu-se que a equipe ganharia o nome de "Club Sportivo Taubateense".

Fundação

Uma reunião realizada no dia 25 de outubro de 1914 estabeleceu os detalhes para a fundação do Sport Club Taubaté. No dia 1 de novembro, a primeira Assembléia Geral, realizada na residência de Francisco de Paula Pereira Barbosa, reuniu 48 sócios e estabeleceu a fundação da agremiação. A partir daí, o clube adotava o azul e o branco como as suas cores. Na ocasião, o prefeito de Taubaté, Gastão da Câmara Leal, foi escolhido como primeiro presidente do clube.

O mascote

Em 1954, o Esporte Clube Taubaté disputava o Campeonato Paulista da Segunda Divisão, e tinha se classificado para a fase final. A primeira partida desta etapa foi contra o Comercial, da cidade de Ribeirão Preto, no campo do Bosque, em Taubaté.

O "Gigante do Vale", como o clube era conhecido naquela época, venceu o Comercial por 6 a 3. Porém, na ocasião, o atacante Alcino entrou em campo sem estar com a sua documentação regularizada junto a FPF (Federação Paulista de Futebol). Por este motivo, o Comercial pleiteou os pontos da derrota, sendo prontamente atendido pela entidade esportiva.

Com isto, uma charge no diário esportivo Gazeta Esportiva se referiu ao Taubaté com um desenho de um burro. O animal, que seria motivo de chacota pelas torcidas adversárias, foi carinhosamente adotada pela torcida taubateana.

A denominação "Burro da Central" já existiu desde 1955, ano em que se encerrou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1954. Não é verdadeira a informação de que o complemento do apelido "da Central" só surgiu em 1968, após a construção do Estádio Joaquim de Morais Filho. Desde o início, o apelido era "Burro da Central", pelo fato de passar por Taubaté a Estrada de Ferro Central do Brasil. Assim como já existiam a "Pantera da Mogiana" (Botafogo de Ribeirão Preto), o "Elefante da Noroeste" (C.A. Linense), também foi colocado no E.C.Taubaté, pelo jornalista Thomaz Mazzoni do jornal "A Gazeta Esportiva", o apelido de "Burro da Central".
Desta forma, os torcedores adotam o burro como mascote em camisas, bandeiras, adesivos e faixas.

Torcidas Organizadas



  • Dragões Alvi-Azul


  • Burrão Chopp


  • Comando 1914

Crise

Atualmente o clube supera uma crise deixada por admistrações anteriores. A administração Elindenberg Nascimento 2007-2008 não conseguiu reverter o caos deixado pela empresa Meca Sports, que saiu do comando do futebol no final de 2007, em cuja administração o time caiu da Série A2 do paulista para a A3, competição que disputou em 2008 e resultou em novo rebaixamento, agora para a série B, série que, em 2009, o E. C. Taubaté irá disputar.

Em 2009, sob a Presidencia de Sinival J. Inacio, que conseguiu agregar um grupo de abnegados empresários e amantes do E. C. Taubaté, o Clube começa a tomar outro rumo,com um projeto a longo prazo, que objetiva o retorno à Série A-1 do Campeonato Paulista em 2012, dois anos antes do Centenário do Clube.

No dia 8 de novembro do ano de 2009, O E.C. Taubaté retorna à série A3 do Campeonato Paulista, num jogo histórico contra a equipe do Palestra, de São Bernardo do Campo. O jogo termina em 3 a 1, consagrando o E.C. Taubaté para a disputa da Série A3 do Campeonato Paulista de 2010. O projeto Série A1 em 2012 continua...

O retorno de Gilsinho

No dia 6 de abril de 2009, Gilsinho, meia-atacante revelado nas categorias de base do Burro da Central, aceitou uma proposta da diretoria e retornou para sua cidade natal afim de ajudar no processo de reestruturação do clube que o revelou, depois de ter disputado quatro temporadas atuando no futebol da China.

Mesmo com 31 anos e recebendo propostas superiores de clubes do Paulistão e da Série B do Brasileiro, Gilsinho se dispôs a jogar a quarta divisão do futebol Paulista.

Títulos

Estaduais

Campeonato Paulista do Interior: 3 vezes 1919, 1926 e 1942
Campeonato Paulista - Série A2: 2 vezes 1954 e 1979
Campeonato Paulista - Série A3: 2003

Categorias de base

Campeonato Paulista Sub-20 - Segunda Divisão: 1985