segunda-feira, 5 de abril de 2010

Mirassol Futebol Clube


Nome: Mirassol Futebol Clube
Alcunhas: Leão da alta Araraquarense
Mascote: Leão
Fundação: 9 de novembro de 1925
Estádio: José Maria de Campos Maia
Capacidade: 17.000 pessoas
Presidente: Edson Antonio Ermenegildo
Treinador: Pintado



O Mirassol Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de Mirassol, no interior do estado de São Paulo. Disputa em 2009 a primeira divisão do torneio estadual e a quarta divisão - disputada a partir de 2009 - do torneiro nacional. Seu uniforme principal consiste de camisa, calção e meias amarelas; seu uniforme reserva resume-se em camisa, calção e meias verdes.

História

Foi fundado no dia 9 de novembro de 1925 e em suas duas primeiras décadas de existência disputou partidas amistosas e torneios regionais. Apenas no ano de 1951 participou pela primeira vez de uma competição da Federação Paulista de Futebol, o Campeonato Paulista da segunda divisão, ao lado de XV de Jaú, Internacional de Bebedouro e Monte Azul, entre outros.

Porém, no ano seguinte, o clube voltou ao amadorismo, disputando apenas competições regionais, estaduais e jogos amistosos com sua equipe juvenil (que foi criada em 1937). Após sete anos longe de competições profissionais, o Mirassol retornou em 1960, para disputar o Campeonato Paulista da terceira divisão. No ano seguinte passou a disputar a segunda divisão estadual, onde permaneceu por quatro temporadas.

Em 1964 houve a fusão com outra equipe da cidade (uma cidade do tamanho de Mirassol não comportava na ocasião espaço para duas agremiações), o Grêmio Recreativo e Esportivo Cultura (GREC), outro clube da cidade que até então disputava campeonatos da Federação Paulista de Futebol, inclusive tendo sagrado-se campeão em 1961 do extinto Campeonato Paulista da Terceira Divisão. Com isso, o clube mudou seu nome para Mirassol Atlético Clube, deixando as cores verde e amarela de lado para adotar a azul e branca.

Com a nova denominação, disputou o Campeonato Paulista da segunda divisão entre 1965 e 1968 e, nos três anos seguintes, interrompeu a participação profissional nos torneios estaduais e, em 1972, estava de volta no Campeonato da segunda divisão. Em 1975, sagrou-se campeão da "série B" da segunda divisão estadual.

Após essa conquista, o clube permaneceu inativo a partir de 1976, por falta de recursos. Após isso, os dirigentes se reuniram e o clube voltou a ter o nome original, Mirassol Futebol Clube, e novamente com o uniforme nas cores verde e amarela. De volta às atividades em 1982, disputou, até 1985, o Campeonato Paulista da terceira divisão, ano em que conquistou o vice-campeonato, obtendo o acesso para a segunda divisão.

Em 1987, foi campeão da segunda divisão na repescagem e passou a disputar o Campeonato Paulista série especial que, mais tarde, passou a se chamar "intermediária". Em 1993, o Mirassol caiu novamente para a segunda divisão.
Em 1997, foi campeão paulista da "série A3", conquistando pela primeira vez o acesso para a "série A2" do Campeonato Paulista. Na final, derrotou a equipe de Santa Bárbara na final em Santa Bárbara D'Oeste por 1 X 0, gol do centroavante Rogério. Neste campeonato, o Mirassol revelou o zagueiro Dininho, que posteriormente teve uma carreira de destaque em clubes como o Palmeiras e o São Caetano.

Nos anos de 1998 e 1999, a categoria de base rendeu conquistas para o clube. Os juniores foram vice-campeões estaduais, perdendo as finais respectivamente para Palmeiras e São Paulo. Os profissionais, em 1998, no primeiro ano de A-2, lutaram contra o rebaixamento e terminaram em 12º lugar de 16 participantes. Nos dois anos seguintes, 1999 e 2000, o Mirassol chegou nas fases finais da competição, deixando escapar o acesso nos últimos jogos.

Em 2001 e 2002 o Leão fez campanhas apenas regulares na série A-2. Em 2003, mesmo gastando muito dinheiro e apesar de um bom começo de campeonato, as muitas trocas de treinadores e de jogadores resultaram no rebaixamento do clube à "série A3" do Campeonato Paulista. Porém, voltou à "série A2" no ano seguinte, depois de ser o vice-campeão da "A3" - perdeu a decisão do título para o Sertãozinho. Neste mesmo ano outra categoria do clube acabou uma competição estadual em segundo: o "sub-17" foi vice-campeão Paulista, sendo derrotado pelo Santos.

No ano de 2005, o Mirassol terminou o Campeonato Paulista da série A2 na quinta colocação, ficando muito próximo do acesso - precisava de uma vitória na última rodada e apenas empatou com o Bandeirante em Birigui -, que enfim foi conquistado em 2007. O clube terminou a "série A2" na terceira colocação, garantindo o direito de disputar pela primeira vez na sua história a primeira divisão do Campeonato Paulista.

Em sua temporada de estreia na elite do futebol paulista em 2008, conseguiu o oitavo lugar. Em 2009, consegue a sétima posição entre vinte equipes com o segundo melhor ataque - superado apenas pelo líder Palmeiras. Com a posição alcançada, disputa o título simbólico de Campeão do Interior.

Títulos

Estaduais

Campeonato Paulista - Série A3: 1997
Vice-Campeonato Paulista A3: 2 vezes — 1985 e 2004
Campeonato Paulista - Série B: 1961*
*Título herdado do Grêmio Recreativo e Esportivo Cultura

Revelações das categorias de base

O Mirassol Futebol Clube sempre caracterizou-se por formar bons jogadores em suas categorias de base; fato este que aumentou ainda mais a partir de 1997 com a parceria com a CR Promoções, do empresário Carlos Roberto de Carvalho.
São alguns dos jogadores das categorias de base do Mirassol:

Goleiros - Silvio Luiz, Luiz (São Caetano)
Defensores - Dininho, Maurício (Vitória), Danilo (Juventude)
Meio-Campo - Marcelo Mattos, Andrade (Vasco), Xuxa, Zé Roberto, Leandro Sena (América-RN)
Atacantes - Marcel, Danilinho, Thiago Cavalcanti, Peter (Figueirense)

Ranking da CBF

Posição: 325º
Pontuação: 1 ponto