domingo, 25 de abril de 2010

Mixto Esporte Clube




Nome: Mixto Esporte Clube
Alcunhas: Alvinegro da Getúlio Vargas, Tigre da Vargas
Torcedor: Mixtense
Mascote: Tigre
Fundação: 20 de maio de 1934
Estádio: Verdão
Capacidade: 40.000 pessoas
Presidente: Marcio Pardal
Treinador: Barbieri

O Mixto Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Cuiabá, capital de Mato Grosso. Suas cores são preto e branco.

Considerado o clube mais popular de Mato Grosso, possuindo a maior torcida do estado, é também o maior vencedor do Campeonato Mato-Grossense, com 24 conquistas, além do único a ter sido tetracampeão (em duas oportunidades, de 1951 a 1954 e de 1979 a 1982).E teve varias participações em varios Campeontao brasileiro de 1976 a 1986 . E tem em Varzea Grande ( cidade do lado de Cuiaba ) o seu maior rival o Clube Esportivo Várzea-Grandense(C.E.O.V). com quem faz o Clássico dos Milhões.

História

Tudo começou lá pelos idos de 1934, exatamente na confluência entre as ruas Cândido Mariano e Marechal Deodoro com a Avenida Getúlio Vargas, em cujo local, um terreno baldio, onde um grupo de amigos se encontrava, sistematicamente, para, sobre uma enorme laje de concreto, se divertir, conversar, jogar vôlei, etc. Enfim, fazer exercícios físicos. Num belo dia, resolveram eles fundar um clube de futebol e se puseram a escolher o nome.

Foram citados nomes de vários clubes de tradição no Brasil, mas depois de muita discussão, chegaram à seguinte conclusão: como era um grupo formado por homens e mulheres que convergiam entre si, resolveram chamá-lo de “MIXTO”. Atualmente, o vocábulo costuma causar certa estranheza por causa do “x“. É preciso lembrar que nessa época a palavra era grafada desta maneira.

Sendo assim, Ranulpho Paes de Barros, Maria Malhado, Gastão de Mattos, Naly Hugueney de Siqueira, Avelino Hugueney Siqueira (Sr. Maninho), Zulmira D’Andrade Canavarros, fundaram o MIXTO ESPORTE CLUBE, no dia 20 de maio 1934.

A grandeza deste clube não tem parâmetros, pois desde a sua fundação, foi inúmeras vezes campeão, tanto no período amador quanto no profissional como em 1979/80/81/82/84/88/89/96 e 2008. Antes e depois da divisão do estado. Seu grande feito foi sagrar-se Campeão do Centro-Oeste em 1976.

O Mixto Esporte Clube é alvi-negro e em sua camisa destaca-se uma faixa diagonal, descendo da esquerda para a direita, lembrando os uniformes da Ponte Preta e do Vasco da Gama. Tem como mascote um tigre e carrega o codinome “Tigre da Vargas”, devido à sua enorme garra e arrojo da sua torcida. Clube de maior tradição no futebol de Mato Grosso, conquistou 24 títulos estaduais, além de possuir a maior e mais fanática torcida do estado, o Mixto ocupa posição de destaque no cenário esportivo nacional, tendo participado do Campeonato Nacional hoje Brasileiro em 13 edições entre 1976 e 2008, ocupando em 2006, apesar de um longo período de ausência, o 75º lugar no ranking da CBF, sendo melhor colocado em classificações anteriores. Hoje participa dos grupos de elite do futebol brasileiro estando entre os 60 melhores times do país, ainda na Série C.
Em sua história, o Mixto revelou e projetou grandes valores para o futebol Brasileiro e Internacional. O primeiro grande craque mixtense a brilhar no cenário internacional foi Traçáia, jogando na Europa. Depois, foi a vez de Bife, que defendeu as cores do Futebol Clube do Porto (Portugal). Tivemos ainda diversos outros craques que se destacaram em grandes equipes do futebol brasileiro, como foram os casos de Tostão, Pastoril, Elias e mais recentemente, Geílson no Santos Futebol Clube e Fernando, vendido para o Flamengo e posteriormente emprestado ao Volta Redonda.

O Mixto não pode se esquecer também de grandes jogadores que tiveram os seus nomes escrito nas páginas do volumoso Livro de História do clube, como Ruiter, Rômulo, Gonçalves, Miro, Luis Carlos Beleza, Toninho, Lourival, Polaco, Tuta, Vanderlei, Fabinho, Humberto, Gaguinho, Jorge, Nélson Vasquez, Traíra, Ubirajara, Golê, etc.

O Mixto Esporte Clube tem um nome muito forte. É uma verdadeira “Marca Registrada” principalmente quando se fala em Mato Grosso. É indubitavelmente a maior referência futebolística do estado, sendo conhecido nacionalmente.

Torcida organizada

Atualmente, o clube com três apaixonadas torcidas organizadas, que protagonizam a festa nas arquibancadas em dia de jogo do Tigre.

TORCIDA BOCA SUJA Fundada em 1992, a TBS é formada por torcedores apaixonado pelo alvinegro. Atualmente, a organizada tem em seus quadros mais de 2 mil componentes, que cantam e vibram a cada jogo do Mixto. Blog: http://www.torcidabocasuja.org/

TORCIDA DESORGANIZADA COMANDO ZERO Também é uma tradicional Torcida que está ao lado do Mixto em todos os seus jogos. É comandada por um dos mais ilustres e folclóricos torcedores do Mixto, Frank Sabiá.
TORCIDA RAZÃO ALVINEGRA Mais jovem Torcida Organizada do Mixto, a Razão Alvinegra também leva alegria aos estádios em dia de jogos do MixtoTORCEDORES ILÚSTRES

O Mixto ainda tem em seus quadros torcedores ‘ilustres’, que, apesar da humildade, não negam esforços para assistir a um jogo da equipe.
Destacam-se: Nhá Barbina (torcedora símbolo), Chincharrinha, Dézinho, Frank Sabiá e outros.
AFAM (Amantes do Futebol e Amigos do Mixto)

Diante da necessidade de atrair investimentos para montar uma equipe que tenha condições de levar o Mixto a Série B do Campeonato Brasileiro, uma Comissão de Notáveis em nível estadual se reuniu para poder ajudar o Mixto a alcançar o seu principal objetivo neste ano.

Formada por personagens ilustres da política estadual, do meio empresarial e do ramo de comunicação compõem esta Comissão com o objetivo de atrair investidores que possibilitem a contratação de jogadores de alto nível para levar o Mixto a Segunda Divisão do Futebol Brasileiro. A Comissão ainda tem como meta angariar recursos para a construção do sonhado Centro de Treinamentos do clube.
Compõem esta Comissão: Presidente: Éder Moraes (Secretário Estadual de Fazenda) Vice-presidente: José Riva (Presidente da Assembléia Legislativa) Tesoureiro: Blairo Maggi (Governador do Estado) Ainda atuam como membros efetivos da Afam: João Dorileu Leal, Anildo Lima Barros,Silval Barbosa, Eder Pinheiro e o presidente da equipe Márcio Pardal
Rivalidade

O Mixto Esporte Clube tem com seu maior rival o Clube Esportivo Várzea-Grandense(C.E.O.V). (Várzea Grande),que é considerado por muitos o maior clássico de Mato-Grosso que é conhecido como o Clássico dos Milhões, pois era o clássico que mais levava o público ao estádio na região Centro Oeste.

Estrutura

O Mixto, que já foi chamado de alvinegro da Getúlio Vargas devido ter sua sede localizada na avenida no centro da cidade, hoje não conta com uma sede própria em seu nome.
As decisões administrativas e do futebol são tomadas no escritório do clube, localizado na Avenida Joaquim Murtinho (anexo ao Estádio Presidente Dutra), no bairro do Porto. Agora o Mixto possui dois centros de trenamentos que adquiriu, CT do Dourado e CT da Baviera: CTs que têm uma grande estrutura.

Fase recente

2008 Campeão Mato-grossesnse
Em 2009, depois de altos e baixos no estadual, o clube conseguiu e forma heroica, na primeira fase, foi líder do grupo com cinco vitórias e três empates em oito jogos, e assim se classificou para a segunda fase, lá ficou em segundo no grupo com três vitórias, um empate e duas derrotas em seis jogos, assim o clube se classificou para a terceira fase, fez bem o foi líder o grupo, com novamente três vitórias, um empate e duas derrotas em seis jogos, sendo assim foi para a final contra o União Rondonópolis, no primeiro jogo em casa, acabou em empate sem gols, no segundo, venceu por um a zero, com gol de Evandro, a torcida adversária ficou revoltada e começou em quebra-quebra, mas isso não estragou a festa do Mixto, com esse foi o seu 24º título estadual.

2009 - Rebaixamento.
No estadual passou na primeira fase, mas parou na segunda, sendo assim deu adeus ao bicampeonato. No campeonato brasileiro série cCo clube inovou e contratou jogadores experientes como por exemplo Finazi, que teve passagens pelo Corinthians, São Caetano e Mirassol, mas não adiantou, o clube acabou rebaixado para a quarta divisão do campeonato nacional com apenas duas vitórias e um empate em oito jogos, e a maior contratação, Finazi, deu adeus ao clube sem sequer marcar um gol.

2010 - Planos ambiciosos.

Em 2010, o clube, acertou a contratação do técnico Roberto Cavalo, vindo do Paraná, e jogadores experientes, como o meia-atacante Adriano Gabiru (marcador do gol que deu o título mundial ao Internacional/RS), o volante Perdigão que teve passagens, pelo Corinthians e São Caetano e o lateral Luizinho Neto. Com um elenco reformulado para 2010, o clube quer o título mato-grossense, e o acesso a série C do campeonato nacional. Mas depois de três rodadas do estadual, o time não teve um bom rendimento, então Adriano Gabiru, Perdigão e Luizinho Neto foram dispensados.

Títulos

Estaduais

Campeonato Mato-Grossense: 24 vezes — 1943, 1945, 1947, 1948, 1949, 1951, 1952, 1953, 1954, 1959, 1961, 1962, 1965, 1969, 1970, 1979, 1980, 1981 1982, 1984, 1988, 1989, 1996 e 2008.
Torneio Início: 1969.
Copa Integração Presidente Médici: 1973.
Campeonato Mato-Grossense - 2ª Divisão: 2009.

Torneios Regionais

Copa Centro-Oeste: 1976.
Símbolos

O Mixto Esporte Clube é alvinegro e em sua camisa destaca-se uma faixa diagonal, descendo da esquerda para a direita, lembrando os uniformes da Ponte Preta e do Vasco da Gama. Tem como mascote um tigre. Devido a isso, e sua antiga sede na avenida Getúlio Vargas, o Mixto é conhecido como "Tigrão da Vargas" e "Alvinegro da Getúlio Vargas".


Ranking da CBF

Colocação: 76º lugar
Pontuação: 168 pontos