sábado, 24 de abril de 2010

São Raimundo Esporte Clube (Amazonas)


Nome: São Raimundo Esporte Clube (Amazonas)
Alcunhas: Tufão da Colina
Fundação: 18 de novembro de 1918
Estádio: Colina
Capacidade: 25.000 pessoas
Presidente: Antônio Maranhão
Treinador: Luís Carlos Winck

O São Raimundo Esporte Clube é um clube de futebol brasileiro sediado na cidade de Manaus, no estado do Amazonas.

História

O São Raimundo Esporte Clube foi fundado oficialmente no dia 18 de novembro de 1918, logo após do fim do "boom" da Borracha em Manaus.

O nome deve-se ao bairro, que por fim deve este nome ao santo, que nasceu em 1204 na Espanha. O bairro em Manaus foi por muito tempo latifúndio da Igreja Católica, no séc XIX, até que migrantes nordestinos viessem lá residir. São Raimundo está localizado à 200 metros do Centro Antigo de Manaus, separado deste por uma Ponte (Fábio Lucena) que só foi inaugurada em 1986.

Voltando à história do Clube. Em 1915 Francisco Rebelo e o Professor Assis fundam o Risópolis Clube Recreativo. Mais tarde, em maio de 1918, mudam o nome para Risofóles, que meses depois acaba; transformando-se finalmente num nome que identificasse o proletário bairro , daí o nome de São Raimundo.

Alguns dos fundadores do São Raimundo: Sr. Belmiro Costa, Sr. Olímpio Carvalho, Sr. Carlos Frederico, Sr. Jo'se Quincas, Sr. Vidal, Sr. Sena, e Sr. Queiróz. O presidente desse novo clube era o "batalhador" Francisco Rebelo.

O maior e mais ferrenho rival do "Tufão"- assim como o clube é conhecido, é o Sul América do bairro vizinho da Glória, que desde 1932 (ano em que foi fundado) acirra as disputas com o time "colinense". A partir de 1956, o sempre inteligente jornalista Irisaldo Godô apelida o São Raimundo de "Tufão" e o Sulamérica de "trem" e começam os tradicionais clássicos "Galo-pretos" (por causa do tradicional despacho de UMBANDA realizado antes dos jogos).

A Primeira sede do São Raimundo localizava-se na mesma "rua da Ponte", rua 5 de setembro. Antes desta data, as reuniões eram em locais aleatórios.

O São Raimundo, ou "Mundico", ou "Tufão", ou ainda, "São Rai" só chegou na Primeira Divisão da antiga FADA (Federação amazonense de desportos atléticos) em 1955, disputando no ano seguinte junto aos "grandes" de Manaus.

Dono de uma torcida apaixonada, que mesmo quando o São Raimundo deixou de participar dos campeonatos amazonenses (de 1980 a 1983), (1994 e 1995) nunca deixou de torcer pelo seu time e em ter esperança de sua volta aos gramados.

O São Raimundo, atuando a apenas 5 anos no profissionalismo arrebatou o Título Amazonense de 1961 o outro título viria 5 anos depois - 1966 (foi o primeiro campeão profissional do Amazonas, que neste campeonato tinha a recém criada FAF (Federação Amazonense de Futebol) esse campeonato só terminou em 1967.

Durante muitos anos, o "Tufão" foi o dono da quarta maior torcida do estado, atrás de Nacional, Rio Negro e Fast Clube. Com a sua definitiva volta aos estádios em 1996, o clube fez com sua torcida quintuplicasse em números e pode-se dizer hoje que está no mesmo nível da do Nacional e do Rio Negro, sendo que nos últimos 4 anos, sempre esteve nas primeiras posições em presença nos estádios. Note-se que o Bairro de São Raimundo possui cerca de 10 mil moradores.

Após o titulo estadual de 1966, o clube passou por diversas crises econômicas. Tanto é que nos anos 80, o clube quase vendeu seu estádio e o mesmo quase fecha suas portas.

Renascimento

O São Raimundo a partir de 1996 "renasceu" para o Amazonas. Ivan Guimarães e Maneca, nacionalistas fanáticos - o primeiro, radialista e ex-setorista do Nacional, o segundo, Presidente do Nacional durante 10 anos-, colocaram a idéia para a presidência do Tufão de se criar um Departamento Autônomo dentro do clube. Orlando Saraiva (presidente do São Raimundo)mais os outros diretores acataram e acreditaram na idéia. O que eles iriam perder? a partir daí o São Raimundo rapidamente chamou ninguém mais, ninguém menos que um dos maiores treinadores do Brasil - Aderbal Lana, o mesmo que ganhou o tri-campeonato matogrossense pelo Mixto em 1982, e que levou esse mesmo Mixto-MT a ser uma grata surpresa no campeonato brasileiro de 1985 o mesmo que embalou o sonho e o orgulho em ser nacionalino em 1985-1986-1987, no tempo da "máquina azul", que derrotou Atlético mineiro, Internacional-RS, Santa Cruz, Palmeiras-SP, etc…e a partir daí inscreveram o Tufão no Brasileirão Série C 1996, os resultados foram ruins naquele primeiro momento, mas dupla continuou seu trabalho incessante, que deu frutos no tri campeonato amazonense (1997/98/99) no terceiro lugar na última Copa Conmebol 99 e vice-brasileiro (Série C) 99, sem falar no Tri-campeonato da Copa Norte. Além disso, veio o reconhecimento nacional para o Clube, disputando a Copa do campeões em 2001, quando já havia sido o campeão da SELETIVA empatando com Sport-PE em Recife e vencendo o Goiás em Manaus.

Hoje

Rebaixamento à Série C

Ao longo dos sete anos na 2ª divisão,o time apenas brigava contra o descenso, escapando apenas nas últimas rodadas.

Em 2006, após seis anos na Série B, com um time muito ruim e em formação ao longo do campeonato, foi rebaixado para a Série C do Campeonato Brasileiro, ao ficar na 19º posição, melhor apenas do que o Vila Nova de Goiás, que ficou na lanterna.

Pós-Rebaixamento

Após o rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro em 2006, o São Raimundo perdeu grande parte de seu elenco. Em 2007, o clube teve base num time de peladas. Fez uma campanha razoável no Campeonato Amazonense e uma péssima campanha na Série C deste ano.

Eleições e Renovação

Em novembro de 2007, ocorreu um fato histórico no São Raimundo: As eleições no clube significaram a quebra de um laço de 12 anos com Ivan Guimarães, que participou do grupo responsável pela arrancada que o clube teve no fim dos anos 90 e inicio dos anos 2000. Após campanha péssima na Série C, a pressão dos torcedores e da nova diretoria forçaram uma separação com o clube, que posteriormente resultou no acerto do ex-dirigente com o rival Nacional. A chapa vencedora, foi eleita mediante aclamação, tendo em vista que as duas forças que atuavam nos bastidores dessa eleição decidiram unir-se em prol de um chapa única e uma eleição sem mais desgastes. De um lado o vereador Jairo Dias, filho do ex-presidente João Dias, e do outro o promotor de justiça David Jeronimo, que conduziu por 3 anos a reformulação do Estatuto do Clube e abriu as portas para novos associados.

Campanha 2008

Mesmo assumindo o clube há 20 dias do início do campeonato Amazonense, a nova presidência com a ajuda do Conselho Deliberativo iniciou a reconstrução de todo o Plantel. Foram contratados todos os 30 jogadores, tendo em vista que a administração passada não deixou vínculos com nenhum atleta. A maioria dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e São Paulo. Os principais destaques foram os atacantes Branco e Marinho, o goleiro Leandro Silveira e os volantes Catatau e Paulinho.

Apesar de não conseguir classificação para a Série C de 2008, o clube manteve um alto nível de competitividade, terminando a competição em 4º lugar no geral, e com o atacante Marinho na vice-artilharia com 10 gols. A torcida elogiou a postura guerreira do time e apoiou a diretoria na continuação do trabalho.

2009

Em 2009, o clube anuncia um projeto ambicioso, que visa colocar o clube na Série A do Campeonato Brasileiro no ano de 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil e que Manaus será uma das sedes. Mas como o clube não conseguiu acesso a Quarta divisão de 2010, por ter ficado no 4º lugar geral no Campeonato Amazonense de 2009, o clube se vê obrigado em passar por todas as divisões do futebol brasileiro sem poder ficar mais de um ano numa mesma divisão.

Estrutura

O São Raimundo é o único clube a possuir em Manaus, um estádio próprio O Estádio da Colina, com capacidade máxima para 25.000 pessoas, composta de 6 lances de arquibancadas - 2 laterais ao bar e à cabine de transmissões, duas atrás dos gols, um lateral posterior às cabines e uma especial coberta com assentos. Além disso há uma moderna iluminação da PHILIPS com refletores de última geração em potência para jogos. No jogo da "luz" em 2000, o São Raimundo venceu por 5 x 0 a Seleção do Suriname.

Títulos

Nacionais

Vice-Campeonato Brasileiro Série C: 1 vez 1999

Regionais

Copa Norte: 3 vezes 1999, 2000 e 2001

Estaduais

Campeonato Amazonense: 7 vezes 1961, 1966, 1997, 1998, 1999, 2004 e 2006
Torneio Início: 4 vezes 1956, 1963, 1998 e 2005

Ranking da CBF

Posição: 71º
Pontuação: 198 pontos